"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível." São Francisco de Assis

segunda-feira, 24 de outubro de 2016


Proyecto Amazônia
Ordem dos Frades Menores

 

PARA: Família Franciscana da América Latina.

 

PAZ E BEM !

 

Por quatro anos seguidos, no mes de janeiro, realizamos experiências missionárias em diferentes lugares da Amazônia Peruana, nos Vicariatos de Requena e São José do Amazonas. A avaliação tem sido positiva. Alguns missionários têm voltado. Outros estão solicitando informações com o desejo de retornar. Animados por essas reações, mais uma vez CONVIDAMOS fraternalmente aos irmãos da Ordem Franciscana em suas diferentes Entidades da América Latina, às religiosas, leigos e leigas a PARTICIPAR em uma experiência missionária na Amazônia, tomando contato com uma realidade amazônica local. Oferecemos esta possibilidade entre os dias 09 de janeiro e 03 de fevereiro de 2017, na Paróquia de Nossa Senhora das Mercês, em Caballo Cocha, Vicariato Apostólico de São José do Amazonas, Loreto, Peru. Vamos repetir a experiência no mesmo lugar de janeiro de 2016, para dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos pelos missionários e fortalecer o projeto paroquial com Comunidades de  base e seus ministros, nos bairros e nas vilas ribeirinhas.

A cidade de Caballo Cocha está localizada em una laguna ou “cocha” (de onde vem o seu nome) na margem direita do Rio Amazonas (no Brasil tem o nome de Solimões), e conta com uns 22.000 habitantes. É a maior cidade do Vicariato e é a capital da Província de Mariscal Ramón Castilla. Está distante de Iquitos (capital de Loreto) umas oito horas em  bote rápido (voadeiras) e umas 24 a 30 horas em barco convencional, e a duas horas da tríplice fronteira (Peru, Colômbia e Brasil) em embarcação rápida e umas seis horas em barco. É importante anotar que existe transportes todos os dias da semana.

Por ser zona de fronteira e capital de Província, Caballo Cocha conta com todos os organismos públicos do país. Porém, es bem perceptível a ausência do Estado peruano com as políticas públicas a que tem direito seus habitantes desta região. Como consequência, esta é uma selva desprotegida, marginalizada e empobrecida, somando-se a isto uma economia informal de subsistência com o agravante flagelo do narcotráfico e da ilegalidade. A cidade tem um bom serviço de energia elétrica as vinte e quatro horas do dia, um comércio básico, comunicação telefônica e serviço regular de internet.

A Paróquia Nossa Senhora das Mercês conta com uma fraternidade de religiosas (Irmãs Franciscanas de Jesus Crucificado) de origem mexicana e desde junho de 2015 com dos frades franciscanos do Projeto Amazônia. Destacamos que um sacerdote diocesano, canadense, ligado aos frades, esteve como missionário nessa região por mais de trinta anos até a sua morte, ocorrida em janeiro de 2003. Depois dele passaram vários sacerdotes por aqui por pouco tempo, sendo a maior parte do tempo atendida por sacerdotes visitantes para presidir os sacramentos. As irmãs Franciscanas assumiram a animação pastoral. Vários bairros da cidade têm catequese infantil, e desde dezembro de 2015 estamos nos dedicando a formar comunidades eclesiais com seus ministros. Muitos vilas ribeirinhas têm um “animador” que é o ministro da comunidade. Várias vilas foram tomadas por Igrejas Evangélicas e se destaca a presença dos “israelitas” (um movimento messiânico fundamentalista que segue a lei de Moisés e que veem a Amazônia como a terra prometida). Neste sentido, são muitos os desafios que temos como Igreja Católica.

 

 

Motivações para a missão:

 

·        Porque irmãs e irmãos desejam conhecer a Amazônia, realizar uma experiência e fazer um discernimento sobre sua vocação missionária.

·        Porque a evangelização na Amazônia é um desafio, a necessidade é grande e os missionários são poucos.

·        Porque é uma oportunidade para experimentar a riqueza da fraternidade internacional.

 

Objetivos:

 

·        Oferecer aos irmãos e irmãs a possibilidade de uma experiência missionária na Amazônia.

·        Sensibilizar aos irmãos da Ordem da necessidade de novos missionários e da criação de novas fraternidades na Amazônia.

·        Anunciar a Boa Notícia de Jesus Cristo de que o Reino está próximo.

·        Animar e fortalecer a vida cristã nas comunidades.

·        Fortalecer o trabalho nos bairros, visando formar comunidades eclesiais.

·        Despertar e promover novas lideranças comunitárias.


Datas a considerar:

·        09 de janeiro de 2017: chegada dos missionários e missionárias a Iquitos, para quem vem via Lima. Todos os missionários devem chegar em Iquitos até o meio dia, ou no dia anterior.

·        09 de janeiro: chegada dos missionári@s a Tabatinga (Brasil) ou a Letícia (Colômbia). Recomendamos este trajeto para quem vem do Brasil ou da Colômbia,  por ser de mais fácil acesso a Caballo Cocha.

·        09 de janeiro (19h00): Saída, em barca, de Iquitos rumo a Caballo Cocha.

·        10 de janeiro (10h00): Saída da fronteira, em direção a Caballo Cocha.

·        11 a 14 de janeiro: ambientação climática, convivência fraterna, estudo da realidade da Amazônia, oração e preparação para a missão.

·        15 a 22 de janeiro: trabalho missionário nos bairros de Caballo Cocha.

·        22 a 29 de janeiro: trabalho missionário nos “casarios” ou vilas ribeirinhas.

·        30 e 31 de janeiro: avaliação e confraternização.

·        31 de janeiro (18h00): viagem a Iquitos (chegada prevista em Iquitos no dia 02 de fevereiro pela manhã).

·        01 de fevereiro (pela manhã): viagem para a fronteira (chegada no mesmo dia).

·        02 de fevereiro: viagem de regresso aos lugares de origem, de Leticia (Colômbia), ou Tabatinga (Brasil).

·        03 de fevereiro: viagem de regresso aos lugares de origem, de Iquitos (já se pode viajar no 02, a partir das 18h00).

 

Orientações práticas:

 

Ø  A partir da chegada em Iquitos, Tabatinga ou Letícia, até o retorno, também a Iquitos, Tabatinga ou Letícia, os gastos com hospedagem, transporte, alimentação e trabalho pastoral, serão assumidos pela administração do Projeto. Os custos de viagem serão assumidos por cada missionário(a) ou respectiva entidade que o(a) envia.

Ø  Aos que se apresentarem como candidat@s à experiência missionária, ofereceremos orientações e informações mais precisas oportunamente.

Ø  A data limite para as inscrições é o dia 08 de dezembro de 2016, ou antes, se completar o número de 25 missionári@s.

Ø  Os que desejarem permanecer mais tempo, para passeios, poderão fazer por conta própria após termino da missão.

Ø  Para manifestar o desejo de participar da missão, obter mais informações, ou para esclarecer dúvidas e propostas, devem fazer contato com frei Atílio Battistuz (fratilio@yahoo.com.br). Da Colômbia e do Equador fazer contato com Frei José Caro (joseof@yahoo.es).

 

Esperamos que as informações tenham sido claras, incentivem e motivem a participar. Colocamos à disposição para maiores esclarecimentos. Gostaríamos que @s interessad@s entrem em contato conosco mesmo antes de amadurecer a decisão, para dialogar e esclarecer dúvidas, e evitar transtornos de comunicação, devido às limitações da internet por aqui.

Abraçamos a tod@s fraternalmente e lhes desejamos Paz e Bem no Senhor.

 

                                                                           Fraternidade Franciscana

                                                                                                    Projeto Amazônia OFM

Caballo Cocha, 10 de outubro de 2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário